Riscos da Gravidez na Adolescência

Em certa ocasião, o renomado Dr. Dráuzio Varella mencionou que o Brasil está vivendo uma séria epidemia de gravidez precoce. E há se concordar: as meninas brasileiras estão iniciando sua vida sexual cada vez cedo e totalmente sem preparo. Tal inexperiência pode resultar na contração de DST’s (doenças sexualmente transmissíveis) ou ainda em uma gestação não planejada.

Além de todos os fatores sociais já conhecidos (abandono de estudo, necessidade de trabalhar mais cedo do que de costume para sustentar a criança e preconceito por parte da sociedade), a gravidez na adolescência traz sérios riscos à saúde, tanto da mãe quanto do bebê.

Riscos da Gravidez na Adolescência

Riscos da Gravidez Precoce Para a Mãe e para o Bebê

Engravidar na adolescência causa danos e possíveis riscos de vida à mãe. Como o corpo das adolescentes ainda não está completamente formado, aumentando significamente as chances de anemia, pré-eclâmpsia e eclampsia propriamente dita.

Contraindo uma anemia, por exemplo, há chances de o feto nascer prematuro ou desnutrido. Já no caso da eclampsia, a gestante pode sofrer fortes convulsões, entrar em estado de coma ou até mesmo falecer.

Tais consequências são explicadas pelo fato da “competição” entre o feto e a gestante: enquanto a adolescente prossegue com seu desenvolvimento – já que ainda está em fase de crescimento – o feto, também em crescimento, não encontra as condições ideais para se desenvolver.

Vale dizer que a necessidade de um acompanhamento pré-natal se faz ainda mais necessária nas gestações de adolescentes: desta forma é possível acompanhar o crescimento do bebê de maneira saudável, avaliando precocemente e afastando riscos mais sérios.

Riscos Gravidez na Adolescência

Riscos Emocionais da Gravidez na Adolescência

Além dos riscos físicos, as gestantes adolescentes podem sofrer também com crises emocionais, causadas pela inexperiência, surpresa e nervosismo. Vale salientar que muitas das gestantes precoces possuem idades entre 12 e 17 anos e, a partir deste momento, precisam amadurecer rapidamente e arcar com novas responsabilidades.

A depressão pós-parto é um sinal claro de estado emocional desenvolvido pelas mães gestantes, juntamente à solidão e sensação de isolamento.

Gravidez na Adolescência e os riscos

Como Evitar a Gravidez na Adolescência?

Não há como negar que a informação é a melhor forma de prevenir uma gravidez indesejada durante a adolescência. Manter um diálogo aberto entre pais, filhos e educados é a maneira mais eficaz de reduzir os números de gestantes adolescentes.

Quanto aos métodos preventivos, temos:

  • Preservativo masculino ou feminino;
  • Diafragma;
  • Pílulas anticoncepcionais;
  • Espermicidas (em conjunto com os preservativos ou diafragmas).

Além de prevenir a gravidez na adolescência, tais métodos previnem também o contágio de doenças sexualmente transmissíveis, tais como AIDS, Sífilis, HPV, Candidíase e Gonorreia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *