Gravidez na Adolescência Depoimentos de Jovens

A gravidez na adolescência é um assunto sério: anualmente, estudos mostram que cerca de 300 mil adolescentes tornam-se mães, no país. A principal causa deste resultado ainda é a falta de informação por parte de algumas adolescentes: algumas meninas ainda conseguem não reconhecer a importância do uso do preservativo durante as relações sexuais, ou a funcionalidade da pílula anticoncepcional.

A gravidez na adolescência envolve muitas questões que vão além da saúde da jovem e do bebê: a interrupção dos estudos, na grande maioria dos casos, é uma dessas questões. Vale salientar ainda que grande parte das adolescentes começam a trabalhar cedo para arcar com o sustento de seus filhos.

Mas o que será que se passa na cabeça de uma gestante ainda adolescente? Para saciar tais dúvidas, reunimos dois depoimentos de meninas que vivenciaram – ou vivenciam – esta situação. Vale dizer que os nomes são fictícios, a fim de não expor as adolescentes. Leia e entenda:

Gravidez na Adolescência – Depoimentos

“Engravidei aos 17 anos porque tinha relações com o meu namorado e nem sempre usávamos camisinha. Eu nunca tinha tomado pílula, nem me preocupava com isso, achava que não ia acontecer nada comigo. Quando descobri, demorei dois meses para criar coragem de contar aos meus pais, porque a gente nunca conversou em casa sobre sexo, não tive orientação da parte deles. Tive a sorte de poder contar com o apoio dos dois e do meu namorado. Mesmo assim, fiquei chocada com o que tinha acontecido, minha vontade era sumir, morrer, não queria de forma alguma. Levou um tempo até eu aceitar o bebê. Terminei aquele ano no colégio e tive que parar de estudar, assim como o meu namorado. Arrumamos emprego e fomos morar na nossa própria casa. De uma hora para outra, minha vida mudou totalmente, tive que assumir um monte de responsabilidades, tudo o que a gente fazia era pensando no nosso filho. Sem querer, os amigos ficaram de lado porque as baladas, as bagunças tiveram que ser deixadas para trás. Hoje a minha filha tem sete anos e é super companheira, a razão da minha vida. Mas, por ter vindo na adolescência, foi muito difícil. Quando vejo uma garota grávida, fico triste, sei o quanto é sofrido. Ser mãe é bom, mas o melhor é esperar a hora certa.”Silvia, 24 anos.

“Estou grávida de oito meses e meio, minha bebê já vai nascer. Estou feliz, uma criança é sempre uma alegria. Mas, sabe, eu devia ter planejado isso, hoje vejo que errei. Me descuidei completamente com o meu namorado. A gente mantinha relações sexuais e eu não tomava pílula, nem ele usava camisinha. A verdade é que não pensamos nas conseqüências, no que poderia acontecer depois. Até que um dia eu percebi que estava meio enjoada e comendo demais. Minha mãe também desconfiou e decidiu me levar ao médico. E eu estava grávida mesmo. Meus pais ficaram do meu lado e não me forçaram a casar, eu continuo morando com eles, mas, mesmo assim meu namorado participa bastante. Nesse ponto, eu até tive sorte, porque tem muito cara que não dá a mínima e alguns pais chegam a expulsar a menina de casa. Comigo não aconteceu isso, a única coisa que percebo é um certo preconceito do pessoal na rua, ou mesmo na escola. As pessoas ficam me olhando torto, é bem ruim. Fora isso, tive que desistir do meu sonho de ser aeromoça e larguei o emprego para cuidar do bebê. Até o vestibular que eu planejei prestar ficou para uma outra vez. Se pudesse dar um conselho às adolescentes, diria para elas se prevenirem. O melhor é estudar, trabalhar, ter uma carreira para depois pensar em filho. Se você inverte as coisas, tudo fica mais complicado.”Carla, 17 anos.

Trabalhar a educação sexual nas escolas e principalmente em casa é uma das principais ferramentas de prevenção das gestações precoces. Acolher os adolescentes e incentivar o diálogo sobre o tema é uma atitude que deve se tornar comum e rotineira!

+ Confira: Riscos da Gravidez na Adolescência

Uma resposta para “Gravidez na Adolescência Depoimentos de Jovens”

  1. é não é facil ter filho na adolesencia .. mais eu por esperiencia propria sei que depois que nasce é o melhor presente que deus nos manda ,junto com isso a responsabilidade..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *